website templates

ROBERTICES


- TEATRO DE RUA, comédia interativa para Infância e famílias - 


Como escreve Luísa Dacosta nas primeiras páginas, Robertices pretende recordar a tradição popular dos espetáculos de rua com os toscos robertos que tanto maravilharam crianças e os adultos, "no tempo em que havia tempo para ter tempo e um dia sem escola podia ser uma eternidade". Mas afinal, o que são Robertos? Os robertos são fantoches, ou marionetas de luva manipulados numa guarita, onde o marionetista se encontra oculto, utilizando a palheta como apoio no discurso da marioneta. Não está documentado o aparecimento do Teatro Dom Roberto, no entanto crê-se que seja uma reinvenção do personagem Italiano Pulcinella, que terá estado na origem das principais figuras do teatro de fantoches tradicional Europeu. Os robertos são um pequeno palco onde se representam diversas cenas da vida quatidiana de um modo jocoso e satírico. Este tipo de teatro teve uma grande presença na vida cultural popular na representação de rua, sendo recordado e acarinhado em praças e praias portuguesas.

A obra faz um confronto entre a realidade, a ficção e as memórias de infância da autora: quando criança, Luísa Dacosta gostava muito de ver as histórias dos robertos, um tipo de marioneta tradicional que consegue alegrar qualquer peça de teatro com algumas pauladas e diabruras. Essa memória de infância é partilhada nesta obra pela escritora, que adaptou para teatro de robertos duas histórias tradicionais – a da Carochinha (que nesta versão tem um final mais feliz do que na história original) e a do freguês caloteiro que queria aparar barba e cabelo sem gastar dinheiro.


Inserido no Plano Nacional de Leitura e nas metas curriculares do 3º ano

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA 

Robertices pretende recordar a tradição popular dos espetáculos de rua com os toscos robertos que tanto maravilharam crianças e os adultos, "no tempo em que havia tempo para ter tempo e um dia sem escola podia ser uma eternidade". A obra faz um confronto entre a realidade, a ficção e as memórias de infância da autora que adaptou para teatro de robertos duas histórias tradicionais – a da Carochinha (que nesta versão tem um final mais feliz do que na história original) e a do freguês caloteiro que queria aparar barba e cabelo sem gastar dinheiro.


Inspirado no texto original de Luísa Dacosta Encenação: AtrapalhArte

Interpretação: Élio Ferreira, Paulo Ribeiro e Tânia Catarino

Cartaz: Cristóvão Carvalheiro Duração: 60 minutos Classificação: M 3

REQUISITOS TÉCNICOS Espaço: 5 x 5 (3 metros de altura) Som: disponibilizado pela companhia 

EQUIPA DE TRABALHO AtrapalhArte: 3 atores


No final do espetáculo, haverá uma sessão de esclarecimento que permite aos alunos colocarem questões e esclarecerem dúvidas acerca da obra ou da peça que viram. Também será possível aos professores tirar fotos às turmas com o cenário e elenco.



MORADA

Avenida Fernando Namora, 157 5º Dto | 3030-185 Coimbra


CONTACTOS
Produção e Espetáculos - 912 097 195 | atrapalharte@atrapalharte.pt

Turmas e Oficinas de Teatro - 915 696 862  | turmas@atrapalharte.pt

Agradecemos a sua mensagem, responderemos o mais brevemente possível!